Como conseguir um financiamento depois de limpar o nome?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Carlos Meira
em julho 5, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Como conseguir um financiamento depois de limpar o nome?

Para conseguir um empréstimo, o CPF precisa estar positivo, mas sair dos birôs de crédito não é garantia imediata de conseguir um financiamento

Estar com o CPF negativado é algo comum no Brasil. Segundo o Mapa da Inadimplência de março de 2022, produzido pela Serasa, mais de 65,69 milhões de consumidores estão inadimplentes. No entanto, o consumidor tem interesse por acordos para resolver o problema: segundo o mesmo relatório, o Serasa Limpa Nome concedeu mais de R$ 6,72 bilhões de descontos em dívidas no mês.

Um dos interesses de quem deseja positivar o CPF é conseguir um financiamento imobiliário. Mas isso não é algo automático, ou seja, o consumidor não conseguirá esse benefício logo depois de tirar seu nome dos birôs de crédito. 

Entenda como funciona o procedimento para conseguir um financiamento imobiliário após limpar o nome.

O que é preciso para conseguir um financiamento imobiliário?

Além de anotar dívidas, os birôs trabalham com o score de crédito — uma pontuação que indica o comportamento de consumo de um indivíduo. Quanto melhor for a pontuação — que vai de zero a mil —, mais chances o consumidor tem de conseguir um financiamento imobiliário, empréstimos e outros tipos de crédito.

Então, como ter uma pontuação melhor? Veja algumas dicas:

Tenha uma renda

A empresa credora ou banco precisa ter uma garantia de que o pagamento será feito. Portanto, é preciso ter uma renda mensal, mas não necessariamente fixa. Freelancers, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e empreendedores podem fazer um financiamento imobiliário, mas precisam ter como comprovar um pagamento mensal. Resumindo: independentemente da renda, é preciso ter como comprová-la.

Outro aspecto importante é que o comprovante de renda mostra o tamanho do financiamento concedido. Uma empresa não pode conceder um valor que comprometa mais de 30% da renda mensal.

Mantenha uma conta no banco

Além de comprovantes de renda, é preciso ter uma conta no banco para que a empresa possa avaliar sua movimentação bancária. Se o profissional for autônomo e receber todos os pagamentos em dinheiro físico, não conseguirá um financiamento imobiliário.

Faça acordos

O acordo pode ser feito tanto com a empresa credora quanto com um birô de crédito — é só criar um perfil no Serasa, por exemplo, e avaliar se há alguma oportunidade de acordo. Outra alternativa é entrar no site da empresa e mostrar sua predisposição em fazer um acordo.

Alguns negócios passam sua dívida para uma empresa especializada em negociação de débitos. No entanto, é preciso confirmar se um estabelecimento realmente representa o outro para não cair em golpes.

Pague em dia

Contas pagas em dia indicam que o consumidor tem um compromisso com suas dívidas. Essa constância no pagamento faz com que a pontuação no score de crédito aumente.

Para facilitar esse pagamento, tente colocar o máximo possível das contas no débito automático — as de cartão de crédito e de celular, por exemplo, são mais fáceis de fazer essa estratégia. Dá para programar para que a empresa faça esse desconto logo que cair o salário.

Pague o valor total da fatura

Quando a conta do cartão vem muito alta, a tentação de pagar o mínimo é grande. A escolha é válida — aliás, isso é muito melhor do que adiar o pagamento. No entanto, essa ação compromete o score de crédito. O ideal é sempre pagar a fatura inteira até o dia do vencimento. 

Declare o Imposto de Renda

A Declaração do Imposto de Renda é um dos documentos mais importantes para comprovação da renda. O consumidor que precisa declarar é aquele que recebeu mais de  R$ 28.559,70 no ano anterior (média de R$ 2.379,97 por mês).

Depois de limpar o nome, quanto tempo é preciso esperar para tentar um financiamento imobiliário?

O ideal é esperar seis meses, pelo menos. Com esse tempo, o score de crédito pode aumentar com mais folga. Além disso, a empresa pode analisar com mais precisão o comportamento do consumidor, vendo se há uma constância dos pagamentos em dia ou em atraso nos débitos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.