4 Passos para se tornar um bom cuidador de idosos

Tempo de leitura: 6 min

Escrito por admin
em outubro 21, 2021

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

4 Passos para se tornar um bom cuidador de idosos

A carreira de cuidador de idosos é uma das que mais cresce no Brasil, certamente porque a quantidade de natalidade do país diminuiu, dessa forma o número de familiares para cuidar do idoso foi afetada.

Essa profissão tem cursos especializados que ajudarão aquele que deseja exercer essa carreira, assim a profissão é buscada por familiares com vida corrida que deseja que o seu ente querido seja bem tratado, e tenha cuidados necessários.

Mais de 5 milhões de pessoas cuidam de seus entes queridos, segundo o IBGE. E com certeza quase todas precisam de alguma folga ou mesmo oportunidade de serem melhor amparadas.

Hoje gostaria de te preparar para conhecer os principais passos para se tornar um bom cuidador de idosos.

Vamos conferir?

4 passos para se tornar um bom cuidador de idosos

1 – Procure um curso de qualidade

Para cuidar de um idoso não basta apenas ter vontade e gostar desse tipo de trabalho, mas se capacitar para os imprevistos que possam vir decorrente da idade avançada mesmo que você tenha um certo dom.

Esse dom pode ser aperfeiçoado ou então ele pode ter algo como complemento, isso ajudará no momento de dar as devidas assistência ao idoso.

Diante disso temos os cursos de capacitação, que ajudam o cuidador a saber lidar com medidas mais seguras e que contribui para um maior sucesso na questão psicológica, social e saúde física. 

O objetivo do curso de cuidador de idosos é oferecer ao idoso um envelhecimento mais saudável, diminuindo o estresse e aliviando problemas de saúde.

Este material normalmente tem cerca de 60 horas e em uma modalidade presencial pode ter alguns meses de duração. Eles podem ser presenciais ou online, inclusive possui certificado com aprovação do MEC e é necessário ter mais de 18 anos.

Fazer um curso online vale a pena, isso te ajuda na questão do tempo apertado, você tem a sua própria hora para estudar, evita estresse de transporte, mais barato por não ser presencial.

E claro, você pode concluir de maneira muito mais rápida.

2 – Ganhar experiência

Todo tipo de trabalho contribui para se ter mais experiência, isso porque ela te ajuda a saber em que caminho está trilhando, se é o certo ou não.

A experiência profissional te ajuda a lidar com as frustrações da vida e do trabalho em geral, isso certamente traz grandes benefícios para você, assim te ajuda a lidar com os problemas e arranjar soluções para resolvê-la.

Para resolver as questões da vida você deve saber como criar, se frustrar, negociar e ceder.

Isso é importante porque muitas pessoas dizem ter um grande QI, mas não tem uma qualidade emocional (QE). Como as empresas buscam pessoas que estão dispostas a ir em frente, certamente você tem grande chance de ser chamado rapidamente.

Então, se você tem experiência, saiba que as empresas te buscam, porque aumenta a chance de ser contratado.

Além disso, produz novos conhecimentos,possibilita um maior aumento de salário, melhora as habilidades, ajuda a elevar a motivação, a chance de ter a carreira que deseja fica maior.

Toda forma de experiências da vida vai te trazer aprendizados que serão recolhidos, filtrados e colocado no novo meio de trabalho de modo satisfatório

3 – Conhecer primeiros socorros

O cuidado com idoso não é algo fácil, devido alguns estarem com situações mais delicadas do que outras. Dar atenção nessa situação envolve comprometimento do cuidador e isso tem que ser um dom, porque o idoso percebe em suas ações verdadeira preocupação.

Nos primeiros socorros você deve saber como agir, não confundir agilidade com afobação, tendo calma e paciência. Ou seja, como você agiria em alguma situação onde poderia causar um desespero?

Veja só, imagine que a pessoa se instale e fique muito sufocada, como você agiria nessa situação? Será que você atenderia ele da melhor maneira, mesmo estando a disposição para isso.

Levando isso em consideração, algumas pesquisas mostram que 145 mil pessoas morrem por falta de atendimento de qualidade e mais 51 mil devido a falta de acesso. Diante desse histórico brasileiro, o parente responsável pelo idoso fica preocupado.

Colocando tudo isso aí mente, veja as necessidades do idoso, aprenderá no curso de cuidador de idosos  como reconhecer uma situação que pode ser um problema, como controlar sangramento, diminuir os risco de alguma lesão sofrida, evitar uma infecção que pode se tornar séria.

Além disso, o idoso deve ser mantido o mais confortado possível, isso ajudará a passar segurança de que tudo está sob controle.

A lista de primeiros socorros é grande, pois imagine se a pessoa se queimou, qual a gravidade e procedimentos a serem tomados em tal situação, da mesma forma em casos de choques, torções, desmaios.

Por isso, cuidar de uma vida exige algo bem dedicado e esforçado, além do mais, existem algumas debilidades degenerativas, que tal estudar elas.

4 – Estudar sobre doenças degenerativas

As doenças degenerativas crescem no mundo, onde em sua maioria têm causas genéticas, a identificação delas não é tão fácil pelos familiares, e muita das vezes precisa passar por vários exames para chegar ao diagnóstico.

Uma pesquisa realizada pela Pfizer e o IBOPE mostrou que em estudo feito em 5 capitais do Brasil que 28% dos entrevistados não sabem o que é uma doença rara e 42% acham que é irrelevante descobrir a doença no início.

Essa pesquisa mostra o engano de cuidados já no início, embora você possa pegar um idoso já num estado complicado, é importante que estude o procedimento para com o caso dele.

Assim uma pessoa com Alzheimer fica muito esquecida, às vezes nem se lembra do filho, então você terá que ter paciência, e não deixar a pessoa mais confusa do que ela se sente, mostrar assim que você a conhece e se importa dando devidos cuidados.

Essa enfermidade degenerativa pode levar a terríveis acidentes, no fogão, na rede elétrica e lugares onde normalmente a pessoa não estaria.

A demência é uma situação parecida, onde a pessoa perde a capacidade de juízo, por isso o melhor que você pode fazer é oferecer cuidado para melhorar a vivência dela.

No caso da doença de Parkinson, a pessoa perde os movimentos aos poucos, então estimule ela a fazer vários movimentos físicos e também exercitar a mente, isso ajudará o idoso a entender que alguma coisa pode melhorar.

Conclusão

A ideia deste material foi mostrar como se tornar um bom cuidador de idosos. E como todo tipo de trabalho, isto envolve bastante dedicação e carinho.

Primeiramente tudo começa com um bom curso de cuidador de idosos, que acaba sendo uma chave para garantir uma boa capacitação.

Você pode depois se aprimorar em outras áreas, como por exemplo um curso de primeiros socorros. Ou até mesmo se dedicar para aprender algo como uma carreira de enfermeiro.

No mais é isso, espero que estas dicas tenham sido produtivas. Qualquer dúvida sobre o assunto estou à disposição.

Até a próxima!
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.